Como comentar aqui:

Se você não tem conta no Google ou no Blogger, vá em "comentar como" e preencha seu nome, não precisa de URL (pode ficar em branco). Depois é só "postar comentário".
bjs

domingo, 11 de setembro de 2011


Minha mãe me mandou um email, perguntando o que eu achei de um artigo do Giron na Época, que falava sobre a substituição do livro físico pelos eReaders e eBooks.
Achei por bem publicar minha resposta aqui:

"Mãe, primeiro que eu conheço o Giron, e ele é um machista cara de pau...hehe
Imagina que mulher não consome cultura como os homens, mas nem vou entrar nesse âmbito.
É normal que o mercado se adapte, que diminua mesmo (estou falando especificamente dos livros). Mas é como aconteceu com o cinema, quando veio a tv, lembra que todo mundo dizia que o cinema iria acabar?
É a mesma coisa em relação ao jornal impresso e à Internet, tem público consumidor pra ambos. Eu não acredito que um substitua o outro.
Por exemplo, a música -até em função da portabilidade- vc baixa  300 músicas pela internet e ouve num dispositivo que cabe na palma da tua mão, perdeu mesmo espaço pra pirataria, isso dava pra ver que seria inevitável.
Mas e os livros?
Quem troca o cheiro de um livro novo? A capa, o peso... Você vai levar um tablet pra praia pra ler ao por do sol? Não vai, podem te assaltar e levar a porra do tablet! Vc vai ler no ônibus? No metrô?Não vai, pelos mesmos motivos.
Vai fazer anotações preciosas no rodapé do tablet e depois emprestar pra um amigo e conversar sobre elas? Não vai!
Vai ficar passeando e tomando café na livraria escolhendo um e-book? Não vai.
Pra mim, como pra  tudo, sempre tem alguém que gosta. Pra trabalhar ele é ótimo, mas não existe na minha cabeça um termo de comparação entre o prazer de folhear um livro com as páginas amareladas, que sua mãe roubou da sua avó e você roubou dela (Teu amor e as estrelas, lembra?*) e ver um texto naquele fundo branco frio e impessoal de um tablet.
No way!
bjs e amores"   

*Esse livro é um romance super água com açúcar maravilhoso que minha mãe pegou da  minha avó e depois fez que ela colocasse uma dedicatória, muuuitos anos depois eu fiz a mesma coisa e no livro tem a dedicatória da minha avó pra minha mãe e da minha mãe pra mim!