Como comentar aqui:

Se você não tem conta no Google ou no Blogger, vá em "comentar como" e preencha seu nome, não precisa de URL (pode ficar em branco). Depois é só "postar comentário".
bjs

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Buonamicis



Eu estudei com a Yara, que é a mais velha. A Ivânia é mais nova, mas depois de adultas ficamos amigas.
Essas duas são uma coisa na minha vida.
A Yara é a outra esposa do Caio, a gente divide o marido (e olha que mesmo assim a gente reclama dele... hehe) e eu sou madrinha honorária da filha dela (que é uma delícia de menina).
A Ivânia é a mais engraçada do mundo. Ela é esquentadinha e não dá moleza nem deixa nada barato. Ela é ó-ti-ma.
A mãe delas é a Memé (minha alma gêmea de beleza natural). Isso por que quando a gente passa uma semana em Campos em julho todos os anos, as duas madames ficam quinhentas horas se arrumando pra jogar baralho... Eu só não desço de pijama pro restaurante pq durmo de moletom, ou seja: eu desço de pijama, mas só elas sabem...hehe. A Memé é minha parceira de buraco, ninguém ganha da gente, somos impossíveis.
O pai delas era daqueles que não existem mais, o pai dos sonhos de qualquer um. Quando ele morreu, eu tive a honra de escrever um textinho num santinho que a Yara fez pra ser entregue na Igreja.
A família toda é uma graça, são generosos, amorosos, corretos e queridos.
Mas essas duas são MUITO divertidas e esse post é pra contar a história de hoje.
Todos os finais de semana de sol, passamos o dia na piscina conversando, nadando e tostando até de noite.
Hoje, o tempo começou a fechar por volta das quatro da tarde e descemos pro restaurante pra almoçar.
Depois do almoço, na hora de pagar a conta, a Ivânia começa a procurar as coisas dela e se apavora por que as coisas dela tinham desaparecido.
Ela está de óculos escuro e chapéu, andando de um lado pro outro querendo achar onde estavam os cartões, os documentos e a chave do carro. Eu estava sentada ainda, olhei bem em volta depois olhei pra ela e disse:
- Não está tudo dentro do seu chapéu?
Ela tirou o chapéu e foi uma chuva de cartões de crédito, chaves...Foi a coisa mais engraçada que eu vi em muito tempo. A cara que ela fez foi a melhor e a gente não conseguia parar de rir. A Sophia e o Caio viraram do avesso!
Essas são minhas amigas queridas, da vida toda.

Na foto, as duas madames com a Sophia aqui em casa no jantar de aniversário da Ivânia (a da direita)!!!!
beijos gente

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Totalmente impossível ser feliz nesse calor



Não consegui sair das férias direito...
Os projetos de pesquisa deram uma pipocada, a editora tá sossegada e eu tô esperando chegar março pra ver o que vou fazer da vida este ano.
Tô preparando um viral pra jogar na internet sobre uma puuuta sacanagem que foi feita pra liberar a candidatura de um cara que tava com a ficha mais suja que a caixa de areia dos meus gatos.
Tenho uma dificuldade enorme em engatar qualquer coisa nesse calor. Minha pressão é baixa, fica ainda mais baixa e eu só tenho vontade de dormir...  
Em outra época estaria me martirizando e me obrigando a fazer tudo direito, mas não vou fazer isso comigo.
Eu sou filha de Deus e mereço ficar minhocando enquanto quiser e puder. Se aparece trabalho eu trabalho, mas se não aparece...hehe
A gente tem que se permitir ditar o ritmo, não é sempre que dá e não é sempre que a gente pode.
Tô aproveitando!


Agora, não dá pra não comentar essa nova papagaiada da doente da ex do Edmundo, que agrediu o filho em casa e depois na delegacia e disse que o menino ( de 16 anos, a mesma idade do Grê) é gay e usa drogas!
Ahhh, então  agredir filho gay pode?
O Amarildo, que trabalhou comigo na campanha (e é um cara mega genial) sempre diz que Deus não erra e eu concordo com ele na maioria das vezes, mas não dá pra concordar quando a gente vê qualquer babaca filha da puta e egoísta procriando...
E o menino ainda escreveu no twitter dele a seguinte frase lapidar: "Ser filho de EX modelo, com EX jogador de futebol é uma merda. Não tentem isso em casa..."

Coitado...

beijos gente.