Como comentar aqui:

Se você não tem conta no Google ou no Blogger, vá em "comentar como" e preencha seu nome, não precisa de URL (pode ficar em branco). Depois é só "postar comentário".
bjs

sábado, 21 de novembro de 2009

Do amor e de outros demônios


Eu sempre disse pro Caio que quando as crianças crescessem seria um inferno, que cada um cuidaria da própria vida e eu ficaria sozinha com ele, que é um chato.
Mas, ou eu, ou ele, ou ambos, mudamos.
As crianças cresceram, arrumaram um monte de outras importâncias na vida e nós ficamos muito bem, obrigada!
Ficar em casa sozinhos, sair pra dar umas voltas, fazer comprinhas ou ficar conversando (ele falando um monte de bobagens pra me horrorizar, morrendo de rir) é uma delícia. É perfeito.

Minha banca é dia 4. Já fiz e refiz a apresentação duzentas vezes e não consigo dormir pensando se não seria melhor substituir esse slide por aquele e se a meninada do meu grupo não vai perder o tempo de leitura dos editoriais (que é cronometrado).

A Beatles Brasil tá renovada, revigorada e cheia de gente nova e interessante (passamos dos 123 mil), e eu tô muito orgulhosa dela.

Fui ver Bastardos Inglórios e concordo plenamente com a Claudinha, que disse que quando acaba a gente tem vontade de levantar e aplaudir.

Nessa época do ano começo a ter as crises de abstinência da água do mar da Domingas Dias...
Odeio esse calor.
Lá vou eu mexer na apresentação da Banca de novo...


bjs