Como comentar aqui:

Se você não tem conta no Google ou no Blogger, vá em "comentar como" e preencha seu nome, não precisa de URL (pode ficar em branco). Depois é só "postar comentário".
bjs

sábado, 22 de dezembro de 2007

Egydio Noel


Me acabei nas compras de natal, e elas, é claro, acabaram comigo.

Eu tenho um problema sério com meus filhos: durante o ano, não sou de ficar dando presente por nada, fora de datas (salvo quando meu realmente não resisto). Mas no natal é fo-da... saio comprando tudo que eles pediram e mais o que eu acho que eles vão gostar. Hahaha

Eu adoro o natal. Fico no maior bom humor, mas choro com as propagandas da Coca-cola.

Quando eu era pequena, a gente tinha bastaaaaaante dinheiro, mas não tinha essa cultura maluca de consumo que temos hoje (eu, principalmente). Daí o mais divertido era ver o que meu pai daria pra minha mãe, que variava de um carro embrulhado pra presente a uma coleção de perfumes franceses escondidos numa caixa do tamanho de uma máquina de lavar cheia de papel picado.

Meu pai é o cara mais bem humorado do mundo e tem as três filhas mais ciumentas da face da terra; e ele se diverte com isso, acha que "as meninas" são assim mesmo (uma de 41, outra de 42 e a mais velha de 46...muuuito meninas) e não tá nem aí pros chiliques das namoradas.

Pai sofre.

Tem alguma explicação pra paixão cega que filhas têm pelos pais?
E não é por que o meu é bacana, ou deixa de ser.
No livro que eu tô fazendo pro Estado sobre consumo de drogas e álcool, na parte que trata de adolescentes tem um estudo sobre os motivos dos adolescentes irem pra rua e as meninas referem TODAS outros desentendimentos familiares, mas com o pai tá sempre tuuuuudo bem.
A paixão desmedida da Sophia pelo Caio me encanta e me lota de ciúmes...hehe

Cabe ao pai o papel de ensinar a obedecer regras e valores sociais, viver os riscos e as aventuras.
90% dos adolescentes com problemas com álcool e drogas não tiveram presença da figura paterna. A mãe, nesse caso específico de drogadição, não faz a menor diferença... ai a cabeça humana.

A maior associação que eu faço com essa teoria de que o pai arrisca e a mãe protege é lembrar que quando éramos pequenas, vivíamos na praia e meu pai adorava nadar. Ele punha as três nas costas e saía nadando mar adentro e a gente que se segurasse onde desse. Minha mãe só faltava morrer do coração na areia e nós penduradas nele, no pesçoco, no braço, ou umas nas outras na maior gritaria, felizes da vida.

Ele sempre teve moto, e aparecia na porta da escola de jaqueta de couro e capacete pintado (combinando com o tanque da 7 galo) pra buscar as três de uma vez. A Cibele ía no tanque e eu e a Lilian na garupa (mais as malas, lancheiras etc), a escola inteira morria de inveja (e o diretor Johannes Gabriel, ligava pra minha mãe desesperado pra reclamar "do absurdo"). Era uma delícia; e um dos motivos pra minha popularidade na época...hehehe


Na época áurea do Satã, enquantro eu ainda morava com eles, ele foi comigo de moto, roupa de couro e baton preto.

Meu pai é perfeito. Tem seus defeitos, que é um mortal, mas pra mim é como se não tivesse.



quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Fechando para balanço 1.




Minha entrevista pro Retina POP em junho deste ano:



Causando comoção
Elaine Gomes, editora

EU SOU...Assim mesmo. Se não gostou de mim na hora, pode desistir de gostar depois!


SE NÃO FOSSE EDITORA SERIA... Escritora, que é o que eu gostaria imensamente de ter tempo (e assunto) pra ser. Na pior das hipóteses uma estrela de rock comedora de cabeças de morcego também seria uma pedida interessante...


MEU SONHO DE CONSUMO É...Morar no Alasca. Num chalé de madeira com toda a tecnologia a meu serviço.


MEU PRIMEIRO BEIJO FOI...Um fiasco! Eu tinha um namorado super bonitinho (era repetente - eu sempre gostei de homem influente), um dos únicos brasileiros da sala. A gente mentiu pra classe que já tinha se beijado pra pararem de atormentar com esse assunto. Um dia a gente tava fazendo hora na porta do colégio na hora da saída e acabamos nos beijando mesmo pra largarem do nosso pé... Motivo besta né? O primeiro não foi lá essas coisas, que o nervoso atrapalha, mas os seguintes foram óóótemos.


TENHO MANIA DE...Me envolver. Me arrependo muitas vezes, mas isso é coisa de quem tá vivo, né?


A PARTE DA CASA QUE EU MAIS GOSTO...Aquela que fica da porta pra dentro. Do portão pra dentro que até o jardim da entrada eu adoro. Sou tarada por casas ( meu pai sempre teve imobiliária e construiu casas, a gente vivia visitando imóveis)e apaixonada pela minha, que modéstia a parte é o lugar mais aconchegante que eu já visitei. Tem sempre lugar pra todo mundo, essa é a característica mais importante. A campainha trabalha o tempo todo!!!!


A MELHOR VIAGEM QUE JÁ FIZ...Natal e Revellion na Disney com o Caio e as crianças. Vc pode andar o mundo todo a europa é o máximo, é linda, tem os museus e a história as pirâmides do México são o tu-do... Mas levar filho pra passar o natal na Disney, é a melhor coisa do mundo.


A MÚSICA DA MINHA VIDA É...Vou escolher mais de uma: Vaca profana do Caetano Veloso pela letra e Golden Slumbers dos Beatles pela música. Ai tem Junk do Paul (que fez aniversário ontem).. tem Beautiful Boy do John... tem ...tem... hehehe


UM PECADO ÍNTIMO...Meus pecados são tantos, mas o maior é a preguiça. Pelo menos é o que mais me incomoda. Soberba também é foda, mas é meu pecado predileto.


SE FOSSE UM PRODUTO MEU SLOGAN SERIA...Drogas, sexo e rock'n roll, mas poderia ser aprecie sem moderação!!! hehehe