Como comentar aqui:

Se você não tem conta no Google ou no Blogger, vá em "comentar como" e preencha seu nome, não precisa de URL (pode ficar em branco). Depois é só "postar comentário".
bjs

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Eu e minhas apostas estúpidas


Deve ser por conta da minha incontestável maturidade, mas eu adoooro uma aposta.
Quando era mais nova, vivia apostando com meu pai as maiores bobagens. Quando tinha grana na jogada (e com ele sempre tinha) eu fazia qualquer idiotice imaginável.
Quando fomos pra Acapulco (ai, antes que aquele anônimo invejoso e pobre apareça: desculpe eu não tenho culpa de ter tido um pai cheio da nota, ok?); ele alugou um barco e fomos todos felizes na vida passear pelos mares do México. Só que eu tinha acabado de ver o filme "Tubarão" e não entrava no mar nem por decreto do Papa, daí a uma certa altura do passeio, o cara do barco baixou uma prancha pra você poder mergulhar direto no alto mar sem precisar pular do barco. Meus pais e minhas irmãs saíram nadando felizes e eu aos berros mandando todo mundo voltar antes que alguém virasse isca. Quando meu pai tava nadando de volta, próximo ao barco, disse que me dava um dólar cada vez que eu pulasse na água. Nem pensei duas vezes, ficava na beira da prancha, pulava no mar, subia correndo e ía faturando... Ele morrendo de rir da filha idiota e eu me esbaforindo de tanto subir naquela prancha morrendo de medo de vir um tubarão comer meu pé.
De qualquer maneira, faturei 17 dólares!!!

Nós tínhamos um sítio em Mairiporã e, sei lá pq, ficamos uns meses sem ir e o caseiro deixou a piscina virar uma gelatina gigante. A primeira coisa que meu pai disse quando desceu do carro foi:
-Duvido que alguém tenha coragem de atravessar a piscina do jeito que ela está. Minhas irmãs nem tomaram conhecimento da proposta, era sempre entre eu e o Egydio!
E ofereceu como prêmio, a nota mais alta que tinha na época, como uma nota de cem pilas hoje em dia.
Lá fui eu, tirei o jeans e o tênis, pulei na piscina (eca eca ecaaa) e atravessei andando (ninguém disse que tinha que ser nadando).

Hoje apostei um campeonato de vídeo game com o Gregório. Se eu ganhasse, ele se livraria de TODOS os bonés de rapper dele (aqueles enormes horríveis), e se ele ganhasse, poderia ficar uma hora e meia na internet (tá de castigo por conta das notas de química).
Perdi.
E o filho da mãe tá lá, na internet de boné (só pra me provocar).
Filho de peixe é fo-da!
beijos

Na foto, nós dois no final de semana. Ele faz essa cara de adolescente entediado, mas é só pose.

terça-feira, 14 de julho de 2009

Ter vontade é ter coragem


Uma das grande merdas da vida é o ritmo.
Na verdade o disritmo.
Eu vivo num, você no outro.
Eu olho pra você e vejo um monte de preguiça inerte.
Você me olha e vê uma montanha de ansiedade impaciente.
Minha intolerância odeia a tua tolerância.
São extremos.
Eu quero tudo e você parece querer o suficiente.
Outro problema é a medida.
O que é suficiente pra um, é pouco para o outro.
Eu quero sempre mais, quero tudo e quero agora; pra melhorar odeio esperar e acho que as coisas devem ser feitas na hora delas e a gente tem que viver prevenido.
Você quer o suficiente pra não ter dor de cabeça; pra melhorar acha tudo natural e normal e acha que as coisas devem ser feitas na sua hora e que não há como prever dias de chuva.
Certo seria que eu morasse em Vênus e você em Marte.
Alguém mais entende isso?

Como o blog é meu, a foto é de Vênus!
beijos

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Eu e o Rock

Quinta-feira, 3 agosto de 2006 edições anteriores
VARIEDADES
ÍNDICE GERAL | ÍNDICE DA EDITORIA | ANTERIOR | PRÓXIMA
A editora do rock and roll

Fanática por rock, Elaine Gomes criou uma editora para lançar biografias de astros como Elvis e Paul McCartney




Hoje é o dia do rock.
Rock é mais que música.
É comportamento, atitude, modo de pensar e agir.
Rock é a roupa preta, o palavrão, a força, a independência e as mudanças.
Rock é o vestido indiano, o flower power, a liberdade e a contestação.
A noite, o dia, o sol e a chuva.
Rock é a pedra filosofal, que te mantém jovem e transforma as coisas em ouro.
Feliz dia do rock, gente!

beijos

Essa é a chamada de uma matéria que fizeram comigo no jornal da tarde e que me mata de orgulho até hoje!!! haha
r