Como comentar aqui:

Se você não tem conta no Google ou no Blogger, vá em "comentar como" e preencha seu nome, não precisa de URL (pode ficar em branco). Depois é só "postar comentário".
bjs

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Tem programa de cotas pra idiotas. Eu sei que tem.



Será o caralho que a gente é OBRIGADO a dividir espaço nesse mundo com gente burra, feia, pobre e idiota?
Não fosse o bastante, e o suficiente ter que dividir a sala de aula com meia dúzia de lavadeiras classe D, semi analfabetas e horrorosas , ainda é preciso trocar palavras com essa gente?
Ai socorro, meu catolicismo magnânimo insiste em me abandonar nessas horas de indignação...

Os filtros divinos funcionam, mas não como eu gostaria...
Hoje estou cruel.
Mas é o sincero espelho da verdade.

Quem nunca teve vontade de dizer, olhando bem nos olhos de alguma desqualificada que tenta ocupar um lugar próximo ao seu, nesse mundo de oportunidades:

Me larga, não enche
Você não entende nada
E eu não vou te fazer entender...
Me encara, de frente
É que você nunca quis ver
Não vai querer, nem vai ver
Meu lado, meu jeito
O que eu herdei de minha gente
Eu nunca posso perder
Me larga, não enche
Me deixa viver, me deixa viver
Me deixa viver, me deixa viver...
Cuidado, oxente!
Está no meu querer
Poder fazer você desabar
Do salto, nem tente
Manter as coisas como estão
Porque não dá, não vai dá...
Quadrada! Demente!
A melodia do meu samba
Põe você no lugar
Me larga, não enche

O Caetano Veloso é que me entende!!!!
Bjs aos meus amigos amados leitinhos A do meu coração de pedra.

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Lesma a toda!



Voltei.
Pelo menos estou voltando... hehe
Bati todos os recordes possíveis de trabalho em excesso.
Revisei 12 livros em 40 dias, foi um inferno.
Uns poucos bem escritos por jovens talentosos e cheios de estilo, e o resto de chorar.
Enfim, trabalho é trabalho e a gente se dedica da mesma maneira aos bons e às bobagens.
Antes disso, brigando com a telefônica, que agora devolveu a linha que tinham retirado sem motivo, e me deixado sem speedy por uma eternidade.
A correria foi tamanha, que recebi o exemplar do último Harry Potter (que eu adoooro) muito antes de ir pras livrarias, com capa branca e cartinha de confidenciabilidade (fiquei “me achando”, é claro), mas ainda não abri. Escrevi a resenha da revista sobre a expectativa dos leitores e pronto.
Fiz uma propaganda pra UOL, uma bobagem, não queria fazer nem fodendo, mas o cachê era beeem bacana e eu ainda não estou podendo recusar grana assim tão mole!
Saiu o número dois da POP – um especial super bacana sobre o Rock Nacional dos anos 80 – tô vendo uma maneira de colocá-lo pra leitura on line.

Tô devendo visita e atenção pra (pelo menos) metade dos meus amigos, que são os maiores queridos e sabem que não é falta de vontade nem de amor, mas dessa vez eu me sobrecarreguei de verdade! E (quase) nenhum deu piti com meu sumiço.
Eu devo ser muito artista pra fazer parecer que é moleza, tocar a editora, os filhos, os freelas, o casamento e a faculdade... haha mas não tem moleza nenhuma. È muuuito foda e não sobra tempo mesmo, não adianta ficar puto comigo.
O Alex, meu amigo fofo que fez todas as capas, chegou a vir pra cá à uma da matina ( depois de sair do jornal) e ficarmos juntos trabalhando até as quatro, dormirmos um pouquinho e sairmos correndo pra faculdade as sete e meia.
Eu fico tão chata se não durmo, que fico com vontade de chorar... hahaha
Mas o sono já está em dia!
Até sonhei que tava dando pro meu cunhado, imagine... o irmão dele é muuuuito mais gostoso! hahaha


Ai quanto assunto ficou pra trás, que merda.
Mas vamos retomando aos poucos.
Beijos