Como comentar aqui:

Se você não tem conta no Google ou no Blogger, vá em "comentar como" e preencha seu nome, não precisa de URL (pode ficar em branco). Depois é só "postar comentário".
bjs

terça-feira, 20 de julho de 2010

O ovo e a galinha. A sacolinha e o lixo.






Tá, eu sou cabeça dura...
Mas eu fico aqui pensando nessa lei que saiu no Rio pra forçar a redução de sacolinhas plásticas nos supermercados.
Se a gente desconsiderar o uso abusivo dessas benditas sacolinhas, e pensar só nas pessoas que-como eu- usam no lixo dos banheiros e da cozinha mesmo assim é muuuuuita sacolinha.
Só que se eu não tiver mais as sacolinhas, vou ter que comprar saquinhos de lixo, que não são feitos de plástico reciclado. Daí que nem é uma questão de trocar seis por meia dúzia, estaremos piorando as coisas.
Se o plástico pode ser reaproveitado de N maneiras, acho que o caminho é fazer com que as pessoas diminuam a produção de lixo (isso sim ajudaria muito) e usem as sacolinhas de maneira racional. (Eu sei que pedir pras pessoas serem racionais não é nenhuma simplicidade...)
O grande problema é o lixo que a gente produz.
Eu vivo com isso na cabeça e tento diminuir ao máximo, ainda assim produzimos dois sacos de 100 litros por semana (quatro pessoas, três gatos e dois cachorros).
É difícil mudar a cabeça concretada das pessoas, usar a água da máquina de lavar roupa pra lavar o quintal, usar produtos de limpeza que tenham algum comprometimento com o meio ambiente, fazer alguma coisa...
É difícil, mas não é impossível.
Não custa tentar.

beijão, gente!